Faça as contas para chegar até o planeta Kepler-22b

  • Um dos grandes anúncios da comunidade científica de 2011 foi a descoberta do planeta Kepler-22b que mexeu com a imaginação popular.

Localizado em uma região habitável de outro sistema solar, ele renova a esperança do homem de encontrar alguma forma de vida fora da Terra.

Mas, o problema é que ele está tão distante de nós - cerca de 600 anos-luz - que seriam necessárias algumas gerações de aventureiros espaciais até que alguém consiga chegar lá.

Ou seja, pelo menos com a tecnologia atual, é impossível explorar esse corpo celeste.

Para Thais Russomano, PhD em fisiologia espacial e Coordenadora do Centro de Microgravidade da PUCRS, percorrer essa distância com a tecnologia existente é 'algo inconcebível'.

'Uma nave espacial orbitando a Terra viaja a 27 mil km/h e, para romper a força gravitacional terrestre, precisa-se de 40 mil km/h. Apesar de parecer muito, não é nada se comparado à velocidade da luz, que é de 300 mil km/s. É impraticável chegarmos ao Kepler-22b com a tecnologia existente nesse início de terceiro milênio', lamenta.

Vamos fazer as contas?

1 ano luz corresponde a : 9.460.536.207.068 trilhões de quilômetros.

Kleber-22b está distante a cerca de 600 anos-luz ou seja:

Distante a cerca de 5.676.000.000.000.000 quatrilhões de quilômetros da Terra.

Com a tecnologia atual uma nave espacial no seu 'motor máximo' percorre 40.000 km/h

Quanto demoraria para percorrer 5,65 quatrilhões de quilômetros?

  • Deixe a resposta (no comentário do post).
  • Será que uma pessoa que vive em média de 73,48 anos (dados de 2010) conseguiria chegar nesse planeta mesmo viajando todos os dias de sua vida?

Veja abaixo como foi (em 2011) a descoberta do planeta Kleper-22b.





1 comentários:

Levy Oliveira said...

Levaríamos aproximadamente, com a melhor nave disponível, 16.199.548,3 anos. Admitindo que uma pessoa vive 73,48 anos em média, seria impossível chegar a esse planeta, mesmo que todos os seus dias fossem viajando. Seria necessário aproximadamente 220.462 gerações de indivíduos que tenham a mesma expectativa média de vida, para que fosse possível ver o resultado de uma nave lançada hoje em direção ao "esperançoso" planeta Kepler - 22b! :D

Post a Comment