Sonda Voyager 1 entrou na última 'camada' antes do fim da heliosfera rumo ao espaço fora do Sistema Solar

  • A Nasa divulgou no dia 3.12.12 que a sonda Voyager 1 entrou em uma nova região do nosso Sistema Solar que pode ser a última 'camada' antes do fim da heliosfera, espécie de bolha magnética criada pelas emissões do Sol que protege os planetas das radiações do espaço interestelar. 

Os cientistas chamam esse novo local explorado pela sonda de 'avenida magnética', já que há uma conexão entre o campo magnético do Sol com o do espaço que afasta as partículas menos carregadas da heliosfera e aproxima as partículas mais cheias de energia do espaço. 

Segundo os cientistas, essas partículas eletricamente carregadas ficam mais turbulentas e pulam de um lado para o outro como se estivessem presas em ‘vias locais’ dentro da heliosfera. 

'Apesar de a Voyager 1 ainda estar no ambiente do Sol, nós podemos sentir o que é estar do lado de fora, porque as partículas estão entrando e saindo desta estrada magnética', explica Edward Stone, chefe da missão, durante o congresso da União Geofísica Americana, em São Francisco. 

'Nós achamos que esta é a última etapa da jornada para o espaço interestelar. A nova região não é o que esperávamos, mas nós temos de aceitar o inesperado com a Voyager.' 

Mas, de acordo com a equipe de pesquisadores, a sonda pode levar entre 'poucos meses e alguns anos' para entrar no espaço. 

A Voyager foi lançada em 1977 e é a construção humana mais longe do Sol - atualmente, ela está há mais de 18 bilhões de quilômetros de distância da Terra. 

Os sinais emitidos por ela levam cerca de 17 horas para chegar até o nosso planeta.

 

0 comentários:

Post a Comment