Astrônomos observaram pela primeira vez, de forma direta, o que parece ser um planeta em formação

  • Uma equipe internacional de astrônomos observou pela primeira vez, de forma direta, graças a um potente telescópio instalado no norte do Chile, o que parece ser um planeta em formação, incrustado ainda em um disco de gás e poeira, informou o Observatório Europeu Austral (ESO, na sigla em inglês). 

O potente telescópio é o Very Large Telescope (VLT), considerado o telescópio óptico mais avançado do mundo, e com ele é possível dar pistas importantes de como se formam os planetas e como se pode melhorar a observação destes fenômenos, destacou o ESO. 

A equipe de astrônomos, estudou o espesso disco de gás e poeira que rodeia a jovem estrela HD 100546, que está a 335 anos-luz da Terra e se surpreendeu ao encontrar o que parecia ser um planeta em processo de formação, ainda dentro do disco de material que ronda a jovem estrela. 

'Acredita-se que poderia ser um gigante gasoso como Júpiter', informou comunicado do ESO. 

As teorias atuais dizem que os planetas gigantes crescem ao capturar parte dos restos de gás e poeira que permanecem após a formação de uma estrela, mas nunca foi possível observar este processo ao vivo. 

Veja:



0 comentários:

Post a Comment