Após explosão estelar, astrônomos captaram a expulsão de material do sistema T Pyxidis

  • A luz emitida de uma forte explosão estelar permitiu a um grupo de astrônomos captar em 3D a expulsão do material do sistema T Pyxidis (ou apenas T Pyx), que fica a 15,6 mil anos-luz da Terra. 

Essa nova recorrente - sistema composto de uma anã branca que orbita uma estrela gigante - explode a cada período de 12 anos a 50 anos, explica a Nasa (Agência Espacial Norte-Americana). 

A anã branca ganha muito material expelido pela gigante (ponto brilhante de cada imagem) e esse acúmulo produz um choque termonuclear na sua superfície extremamente forte, equivalente a de bilhões de toneladas de dinamite. 

O grupo chefiado por Jennifer Sokoloski, da Universidade de Columbia (EUA), descobriu agora que um disco achatado de sujeira se forma ao redor da estrela gigante após a explosão, indicando que o material nunca escapa desse sistema. 

O estudo publicado na 'Astrophysical Journal Letters' traz imagens dos últimos quatro meses de 2011 feitas pelo telescópio espacial Hubble.

Veja:



0 comentários:

Post a Comment