Nasa possui um batalhão de cerca de 25 pessoas que cheira praticamente tudo o que vai ao espaço

  • Imagine que você chegue em casa e de repente se dê conta de que algo cheira mal. 

A solução pode ser simples: abrir a janela e se desfazer do objeto podre. 

Mas o que faz um astronauta se acontecer a mesma coisa quando ele está longe da Terra, confinado em um espaço muito restrito? 

Não há uma resposta fácil. 

Mas consciente dessas limitações, a Nasa, a agência espacial americana, conta com um batalhão de cerca de 25 pessoas que têm a responsabilidade de cheirar praticamente tudo o que vai ao espaço: desde os trajes e ferramentas de trabalho até os objetos pessoais, como absorventes íntimos, lenços, ursos de pelúcia ou maquiagem. 

O mais experiente desse grupo é George Aldrich (vide imagem) que há quase 40 anos trabalha com seu nariz e é conhecido hoje como 'o super-rastreador' ou o 'cheirador-chefe' da Nasa. 

Seu trabalho, ainda que às vezes seja um tanto desagradável, é importante para a segurança espacial, segundo a Nasa: um cheiro fétido pode distrair o astronauta - ou pior, deixá-lo doente - até o ponto que não possa cumprir com suas funções críticas no voo. 

E ninguém quer cancelar uma custosa missão espacial, após anos de pesquisa e desenvolvimento, simplesmente por causa de um cheiro insuportável. 

Aldrich conta, por exemplo, que uma vez sua equipe foi encarregada de estudar as bolsas nas quais são depositados os dejetos da Estação Espacial Internacional. 

Os astronautas haviam relatado que sentiam um cheiro ruim e, para descobrir a falha, os cheiradores da Nasa tinham que se aproximar o máximo possível da realidade do espaço. 

Isso implicava encher as bolsas de pacotes de comida, fraldas usadas e até o vômito dos astronautas. 

Sim, porque longe do glamour que os rodeia, os homens que saem da Terra usam fraldas quando fazem caminhadas espaciais e sofrem com enjoos. 

Aldrich e sua equipe tiveram que guardar e analisar a mistura durante 18 dias - o tempo médio de uma expedição espacial -, mas ao terceiro dia chegaram à conclusão: 'Eles precisarão encontrar uma bolsa melhor do que esta', relembra.


0 comentários:

Post a Comment