O 'finado' cometa Ison foi visto brilhante e com uma cauda verde em direção às regiões internas do Sistema Solar em 2013

  • O astrônomo amador Michael Jäger, da Áustria, registrou no dia 28.9.13 o cometa Ison passando mais brilhante e com uma cauda verde.

O cianogênio e o carbono molecular são substâncias que, ao reagir com os raios ultravioleta do Sol, criam esse tom esverdeado, sinal de que o cometa do século estava entrando nas regiões mais internas do Sistema Solar, onde está a Terra. 

Os cientistas da Nasa declararam oficialmente a 'morte' do cometa Ison em dezembro/2013. Devido a sua passagem muito próxima do Sol, o núcleo do cometa não suportou o calor e se desintegrou.  

0 comentários:

Post a Comment