Explosão do século: Meteorito que explodiu sobre a Rússia em fevereiro/2013 foi considerado 'a maior explosão espacial na Terra desde 1908'


  • O meteorito que explodiu violentamente sobre a cidade russa de Chelyabinsk no dia 15.2.13 causou a maior explosão espacial na Terra desde o fenômeno de Tunguska, registrado em 1908, também na Rússia.

Como a queda aconteceu em uma área povoada - e um país onde, além de celulares serem comuns, também as câmeras instaladas no painel de carros são bastante frequentes -, pesquisadores conseguiram reunir uma quantidade inédita de material sobre o evento cósmico.


O exemplar que atingiu a cidade russa no início do ano pertence à classe mais comum de meteoritos, os condritos ordinários.

A detonação do corpo celeste na atmosfera produziu uma onda de choque forte o suficiente para derrubar as pessoas em seu caminho - onda essa que foi formada inicialmente na altitude de aproximadamente 90 quilômetros, de acordo com os pesquisadores.

O asteroide atingiu seu ponto mais quente e brilhante à altura de cerca de 30 quilômetros, quando se aproximava do solo a uma velocidade vertiginosa de 18,6 quilômetros por segundo (mais de 66 mil km/h).

O impacto do asteroide danificou casas e feriu centenas de pessoas.

A explosão foi equivalente à detonação de 600 milhares de toneladas de TNT.

Os pesquisadores estimam que o asteroide tinha 19,8 metros de diâmetro, mas foi se fragmentando e deixou apenas um buraco de 7 metros de largura na camada de gelo que atingiu ao cair.

Veja como foi a queda do meteorito em vários ângulos:




0 comentários:

Post a Comment