Cientistas da Nasa declararam oficialmente em 2013 a 'morte' do cometa Ison


  • Cientistas da NASA, agência espacial americana, confirmaram no dia 3.12.13 que o cometa Ison, de 4,5 bilhões de anos, não sobreviveu à passagem pelo Sol.

O Ison chegou a cerca de 1,2 milhão de quilômetros de distância do Sol. 

Segundo os astrônomos, seu núcleo de gelo se desintegrou com o calor do Sol.

No auge da aproximação, o cometa que se deslocava a mais de 350 km/s pela atmosfera solar,  alcançou temperaturas de 2.760° C, o suficiente para vaporizar não só o gelo do corpo do cometa, mas também a poeira e as rochas dele. 

O que restou do 'cometa do século' é apenas uma nuvem de detritos, mas sem núcleo.

A 'morte' do cometa durante a passagem pelo Sol no dia 28.11.13 era esperada por vários especialistas.

C Alex Young, cientista da NASA, afirmou que não restam dúvidas de que o cometa está 'morto'. 

Veja na figura acima, o cometa Ison se aproximando do Sol e também de sua 'morte' - clique na imagem para ampliar.

0 comentários:

Post a Comment