Peru e Equador lançaram em 2013 nanossatélites ao espaço a partir da Rússia pelo foguete Dnepr-1


  • O Peru e o Equador, entre outros países, lançaram nanossatélites ao espaço no dia 21.11.13 a partir da plataforma de Dombarovsky, em Yasny (Rússia), pelo foguete Dnepr-1 que transportou uma série de satélites internacionais.

São os primeiros satélites enviados pelo Peru e o segundo nanoequipamento do Equador, após fracassada missão do primeiro, informou a Agência Espacial Civil Equatoriana (EXA).

Os dois satélites de pesquisa científica desenvolvidos pelo Peru foram com objetivo de estudar o clima, anunciou em Lima o Instituto de Radioastronomia da Pontifícia Universidade Católica, impulsionador do projeto.

Os satélites 'têm fins acadêmicos e de pesquisa em ciência e engenharia espacial. 

A informação que compilarem será útil para comprovar sua resistência em condições climáticas adversas e para aperfeiçoar o desenho térmico de futuros satélites', destacou o cientista peruano Jorge Heraud, diretor do Instituto.

O PUCP-Sat 1 é um nanossatélite em forma de cubo, com 10 centímetros de face e 1.240 gramas de peso.

O Pocket-PUCP pesa 97 gramas e é um dos mais leves do mundo.

Os dois darão uma volta ao redor da Terra a cada 90 minutos, a 630 km de altitude.

0 comentários:

Post a Comment