Análise indica que a Via Láctea tem duas vezes mais 'braços em espiral' do que observações passadas


  • A Via Láctea tem duas vezes o número de braços em espiral do que observações recentes sugerem. 

De acordo com uma nova análise que fez um censo das regiões de formação de estrela e se focou naquelas oito vezes maiores do que o Sol (tamanho que é possível explodir em supernova) que ainda estejam em fase inicial de sua vida. 


Os astrônomos identificaram cerca de 1650 estrelas com essas características e depois estimou a distância delas com a Terra (em pontos vermelhos na imagem. O ponto preto marca a localização de nosso Sistema Solar). 

A maior parte destas estrelas fica em quatro braços em espiral, segundo reportaram no 'Monthly Notices of the Royal Astronomical Society'. 

Apenas 40% destas jovens e massivas estrelas estão localizadas em regiões previamente identificadas como de formação estelar. 

Um estudo anterior de 2008 havia identificado 110 milhões de estrelas em apenas dois braços.

Veja:


























0 comentários:

Post a Comment