Famoso físico Stephen Hawking afirmou que os buracos negros não existem (sob a ótica da teoria quântica)

  • Um artigo publicado pelo físico Stephen Hawking em janeiro/2014 tem provocado burburinho no mundo científico. 

Sendo ele próprio um dos criadores da teoria moderna sobre os buracos negros, ele afirmou no artigo que o fenômeno pode não existir. 


O cientista parte da ideia de que a teoria corrente por trás dos buracos negros não se confirma sob a ótica da teoria quântica, somente sob a ótica da relatividade. 

Ele disse à revista 'Nature' que, enquanto a teoria clássica afirma que não há como escapar de um buraco negro, a teoria quântica 'permite que energia e informação escapem de um buraco negro'. 

A teoria clássica, citada por Hawking, prevê a existência de um 'horizonte de eventos' no buraco negro. 

Trata-se de uma região próxima de um buraco negro na qual a gravidade é tão forte que nada consegue escapar, nem mesmo a luz. 

É justamente a existência desse fenômeno que é contestada pelo físico em seu novo artigo. 

'A ausência de um horizonte de eventos significa que não há buracos negros – no sentido de regimes dos quais a luz não pode escapar para o infinito', diz o artigo de Hawking. 

Em entrevista à 'Nature', o físico Don Page, especialista em buracos negros da Universidade de Alberta, no Canadá, afirma que a nova teoria de Hawking é plausível, porém radical ao apresentar a possibilidade de que 'qualquer coisa, em princípio, poderia sair de um buraco negro'.


0 comentários:

Post a Comment